Prédio do Banco do Brasil S.A.

Endereço

Rua do Imperador, 940 Visualizar no mapa

Centro

CEP: 25610-001

Contatos

Telefone: (24) 2243-6143

Seu Nome:

Seu Email:

cancelar    

Imóvel de importância histórica:
sim
Protegido por lei de tombamento:
estadual
Instituição responsável pelo tombamento:
outra: INEPAC
Pontos de referência:
Rua do Imperador esquina com a Rua Alencar Lima.
Localidade mais próxima:
Centro
Distância até a localidade:
300 m
Distância do Centro (Ponto zero) do município:
300 m
Período histórico:
republicano
Estilo Arquitetônico:
arquitetura eclética
Arquitetura civil:
serviço e comércio
A edificação possui:
pinturas, vitrais
Utilização original do atrativo:
Banco de Petrópolis.
Utilização atual do atrativo:
Banco do Brasil.
Nome da principal via de acesso:
Rua do Imperador.
Tempo necessário para chegar ao atrativo partindo da localidade mais próxima (em minutos):
04 min
Descrição do acesso:
plano
No acesso encontram-se atrativos:
históricos
Tipo de transporte:
ônibus regular
Outras informações:
Empresa:
Esperança
Telefone: (24) 2292-9700, Site: http://www.vesp.com.br, E-mail: viacaoesperanca@ig.com.br
Empresa:
Viação Petro Ita
Telefone: (24) 2103-0559, Site: http://www.petroita.com.br, E-mail: adm@petroita.com.br
Horário:
Informações ao visitante:
Guia de turismo / monitor:
DESCRIÇÃO DO ATRATIVO:
O prédio, na esquina com a rua Alencar Lima, foi construído pela empresa bancária "Sociedade Cooperativa de Responsabilidade Limitada Banco de Petrópolis", para sediar a primeira casa bancária do município. O projeto da construção data de 1928, de autoria do engenheiro civil, J. Glasl Veiga, construído no local onde funcionara o tradicional Hotel Bragança, demolido em 1924. Foi presidente da instituição Osório de Magalhães Salles, banqueiro e comerciante fluminense estabelecido em Petrópolis, principal cotista e diretor do magazine "Petrópolis Crédito Móvel". O Banco de Petrópolis teve suas atividades encerradas em 1931, quando foi adquirido pelo Banco do Brasil, pela quantia de 30 contos de réis.

O Banco de Petrópolis teve suas atividades encerradas em 1931, quando foi adquirido pelo Banco do Brasil, pela quantia de 30 contos de réis.
Acervo composto por:
pinturas, vitrais, fotografia
Observações complementares:
O local não é aberto para visitação pública.

Outras informações sobre o atrativo no site http://petropolisnoseculoxx.blogspot.com
As informações foram fornecidas pelos prestadores de serviços, e esses são responsáveis pela sua exatidão. Esclareça diretamente todas as suas dúvidas antes de planejar a sua viagem.